Não Espere Muita Coisa

julho 25, 2009 at 3:28 am (Uncategorized)

Quando eu fui ver o novo Indiana Jones no cinema , fui com a postura errada: com a certeza de que seria tão bom quanto os outros. Doce ilusão. Foi assim com Homem Aranha 3 também, (nada, nada justifica ele virar emo no meio do filme), até Senhor dos Anéis me decepcionou um pouquinho (tiquinho de nada) de tanto que falaram dele antes de eu ver. O que eu estou querendo dizer é o seguinte, não vá pro cinema achando que o filme vai ser ótimo, no máximo bonzinho. As chances de você se decepcionar com qualquer coisa aumentam se você colocar essa pressão em cima, a de ter certeza que vai ser ser “melhor que lasanha”.

Por isso que muita gente não gostou do Doze Homens … porque o Onze realmente é mais que lasanha. Mas a culpa não é do filme, é sua, que foi cheio de coisa vê-lo por causa do anterior. E por não ter gostado do Doze, não foi ver o Treze. Mas deveria ter ido, porque de forma lógica: se o aumento de expectativa aumenta as chances de decepção, a redução da mesma aumenta as chances de “não decepção”. E 13 Homens e um Novo Segredo não só não decepciona como é bastante divertido. Diferentemente do primeiro, que é só no final que você entende o plano dos caras, nesse, o plano é do jeito que você ta vendo mesmo, é só acompanhar, (mas eu fiz bastante uso da setinha voltada pra esquerda do controle). Em Treze, o vilão é Al Pacino, que está meticulosamente caricato (isso é um elogio), e quem viu Poderoso Chefão vai entender que se Marlon Brando estivesse vivo seria o vilão do Quatorze. (e por falar em Al Pacino, não veja As Duas Faces da Lei, é sério, não to tentando diminuir sua expectativa, o filme é ruim mesmo). A dupla Rusty/Daniel (tio Brad e tio-avô George) está hilária também. Os dois hoje são o John Lennon e Paul McCartney do cinema. É no entrosamento da atuação dos dois (tem cena que eles riem um da cara do outro de verdade) que o filme se sustenta. A ultima vez que se viu isso no cinema com essa naturalidade foi na dupla Robert Redford e Paul Newman. Se você quiser conferir isso, vai na seção de filmes velhos da locadora e pega Golpe de Mestre, filme “mais que ceia de Natal”. Foi lançado na década de 70 e como Onze, Doze e Treze é sobre um roubo. Esse é de verdade um dos meus preferidos (vi cheio de expectativa e não me decepcionei). O roteiro é quase perfeito, a trilha é perfeita de verdade (toda baseada no estilo Ragtime, que reduzindo bastante é uma forma suingada de tocar piano), e com a dupla Redford/Newman no auge. Agora você esquece que eu fiquei babando os filmes aqui e vai ver sem esperar muita coisa.

Só pra ficar claro, os termos “mais que lasanha” e “mais que ceia de Natal” são usados para caracterizar coisas muito bem feitas ou muito boas.

375373_3oceans13_01.jpg222

Anúncios

3 Comentários

  1. Nathi Moura said,

    eu juro que eu imaginei vc falando tudo isso super empolgado…haha!
    Ah! E eu gostei desse filme ai, as 2 faces da lei, não ” oww, que maravilha de filme”, mas é bem melhor que uns a que fala que são bons

  2. jotapê said,

    rapaz, o 13 é otimo mesmo…
    vc podia colocar o link dos imdb dos filmes q vc comenta, seria uma boa (so ta em ingles): http://www.imdb.com

  3. Tamiris said,

    ‘nada, nada justifica o homem aranha virar emo no meio do filme’… HAHAHA adorei. Concordo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: